17 de maio de 2021
  • 11:38 5 de Outubro Dia Mundial do Professor
  • 18:11 A extraordinária visita de indígenas isolados a uma aldeia remota no Acre
  • 12:00 Após descartar existência de ‘Caixa 2’, STF julga se caso de corrupção deve se ‘perpetuar’ na Justiça Eleitoral
  • 10:33 Por discurso de ódio aos indígenas Bolsonaro e Funai são alvo de denúncia do MPF
  • 18:59 Parque das Tribos será beneficiado com mais de 8 Km de rede de abastecimento de água

O cacique yawalapiti Aritana, uma das principais lideranças do Parque Indígena do Xingu, enfrenta problemas respiratórios, foi diagnosticado, a partir dos sintomas, com Covid-19 e foi internado na noite deste domingo (19) no hospital municipal de Canarana (MT). Com cerca de 70 anos de idade e hipertenso, seu estado de saúde preocupa familiares e apoiadores dos indígenas do Xingu.

A internação ocorre um dia depois que outro importante líder indígena, o cacique kayapó Raoni, com estimados 90 anos de idade, deu entrada no hospital de Sinop (MT) com quadro de hemorragia digestiva. Sua mulher, Bekwykà, morreu em 23 de junho de infarto. Segundo o Instituto Raoni, o quadro de saúde do cacique é estável e ele aguarda novos exames.

Aritana vive na aldeia Yawalapiti, no coração do Parque do Xingu, a cerca de 8 km do posto Leonardo. Ele não queria deixar a terra indígena porque os xinguanos temem as condições dos hospitais da região, onde não há UTI (Unidade de Terapia Intensiva), e também da capital de Mato Grosso, Cuiabá, onde a pandemia levou ao colapso de unidades hospitalares, porém foi convencido a viajar.

Segundo amigos do cacique, ele foi transferido de ambulância para Canarana. Caso seu estado de saúde se agrave, deverá ser transferido de avião para outro centro urbano. Ainda não há confirmação da doença por exame.

Campeão da luta esportiva tradicional xinguana huka-huka, semelhante ao wrestling, o líder indígena ganhou projeção nos anos 70, quando o movimento dos indígenas do Xingu pela integridade do território inspirou uma novela da extinta TV Tupi com seu nome. “Aritana”, interpretado pelo ator Carlos Alberto Ricelli, foi ao ar de 1978 e 1979.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, Aritana perdeu um irmão, Matariwá Yawalapiti, morto em 24 de junho, um primo e uma sobrinha, Nhapukalo, no último dia 12, todos com o diagnóstico de Covid-19, segundo os apoiadores do Xingu.

Redação Redação

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT