17 de maio de 2021
  • 11:38 5 de Outubro Dia Mundial do Professor
  • 18:11 A extraordinária visita de indígenas isolados a uma aldeia remota no Acre
  • 12:00 Após descartar existência de ‘Caixa 2’, STF julga se caso de corrupção deve se ‘perpetuar’ na Justiça Eleitoral
  • 10:33 Por discurso de ódio aos indígenas Bolsonaro e Funai são alvo de denúncia do MPF
  • 18:59 Parque das Tribos será beneficiado com mais de 8 Km de rede de abastecimento de água

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMI) evento internacional multiesportivo, que reúne atletas representantes de povos indígenas de diversos países.. A primeira edição foi realizada de 23 de outubro a 1 de novembro de 2015, em Palmas (TO).

A idéia do JMI surgiu em 1980, com a proposta de realização das Olimpíadas Indígenas. Em 1996, o então Ministro dos Esportes, Pelé, aprovou a iniciativa e promoveu os Jogos dos Povos Indígenas, cuja primeira edição foi disputada em Goiânia.

Nos XIII Jogos dos Povos, em 2013, em Cuiabá, autoridades indígenas de 17 países e índios de 48 aldeias brasileiras debateram a criação dos Jogos Mundiais Indígenas. O evento foi lançado oficialmente em 25 de junho de 2015, numa solenidade em Brasília.

A expectativa da organização era de reunir 2 200 competidores, representando 24 tribos brasileiras e de mais 22 países[6]. O mascote dessa edição é o pequeno guerreiro indígena Kaly, cujo nome é uma redução da palavra aruaque Kalykute, que significa “humano de pequena estatura”.

Delegações

  • Argentina
  • Austrália
  • Brasil
  • Colômbia
  • Canadá
  • Chile
  • Equador
  • Estados Unidos
  • Etiópia
  • Filipinas
  • Guatemala
  • Finlândia[8]
  • França (Guiana Francesa)
  • Flag of Mexico.svg México
  • Mongólia
  • Nova Zelândia
  • Nicarágua
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • Rússia
  • República do Congo
  • Uruguai
  • Venezuela

Modalidades

  • Arco e flecha
  • Arremesso de lança
  • Cabo de guerra
  • Corrida de tora
  • Lutas
  • Futebol
  • Atletismo
  • Xikunahati
Redação Redação

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT